A Selic ou taxa básica de juros da economia é responsável por todas as outras correções de juros, ela é atualizada a cada 45 dias pelo Copom (Comitê de Política Monetária). A Selic serve de base, por exemplo para as tarifas bancárias que aparecem em contratos, aplicações financeiras e financiamentos.

A taxa Selic é valiosa por ser o instrumento principal que o Banco Central usa para monitorar e controlar a alta dos preços no mercado, não desrespeitando a meta imposta pelo Conselho Monetário Nacional todo ano. Sua alteração, entretanto, depende da previsão inflacionária, quanto maior a estimativa da inflação, maior a probabilidade de elevação da taxa básica.

 

 

Quando a Selic está em alta, a economia anda mais devagar. Por outro lado, com a queda das taxas, as pessoas tendem a comprar e gastar mais. Esse mesmo cenário também pode ser observado no setor imobiliário.

De março de 2020 à março de 2021, a Selic subiu de 2% para 12,75%, o que coloca o Brasil no topo do ranking das maiores taxas do mundo.

De acordo com o Banco Central, o novo reajuste que deve ocorrer em agosto não deve passar de 0,5 ponto percentual, sendo assim, podemos estar chegando ao final da tendência de alta. Vale lembrar que a expectativa para o ano de 2023 é de 9,25%.

 

Como a Selic influência no financiamento imobiliário

Quando a taxa Selic estava em 2% ao ano os financiamentos imobiliários estavam com uma taxa de 6,9% em média. Sendo assim um imóvel que custava R$ 300 mil e seria financiado ficaria por cerca de R$ 711 mil.

Já em fevereiro de 2021, a Selic estava em 10,75% com a taxa de crédito próxima a 9,3%, portanto o mesmo imóvel ficaria no valor de R$ 892 mil, uma diferença de R$ 181 mil (valores da Calculadora do Cidadão, do Banco Central).



Compartilhar este post:

Posts relacionados:
Você quer alugar um imóvel mas não tem fiador? Saiba quais as suas alternativas.

O primeiro passo para a independência, muitas vezes, pode ser alugar um imóvel, seja para morar ou começar um novo negócio. Porém, por muitos anos, essa locação só era possível por meio de um fiador. Mas saiba que isso mudou,...

Entenda porque o trabalho remoto aumentou a procura por imóveis em Santos

Desde o início da pandemia o número de pessoas que passaram a fazer home office aumentou bruscamente, e com isso a procura por imóveis maiores e que oferecessem uma qualidade de vida melhor, aumentou também. Entenda porque o trabalho remoto...