Para muitos a criptomoeda, como o Bitcoin, sempre foi um assunto muito polêmico, porém a cada ano que passa, principalmente devido a pandemia, esse mercado vem ganhando espaço, ficando mais fácil de visualizá-la como moeda.

 

Criptomoeda no mercado imobiliário

 

Algumas plataformas já começam a aceitar criptomoedas como forma de pagamento na compra de um imóvel, por exemplo o Mercado Livre, uma das maiores plataformas de venda, já possui uma seção específica para imóveis que aceitam a moeda digital mesmo sendo apenas em alguns países, como a Argentina.

Outra grande empresa que decidiu aceitar as criptomoedas é a Incorporadora Tecnisa, uma das maiores construtoras do país, para comprar basta informar a operadora oficial da criptomoeda para entrar em contato com o corretor, assim a operadora irá fornecer todas as informações necessárias.

Sabendo que a moeda digital vem ganhando força, resta saber como realizar a compra de um imóvel através da criptomoeda. O pagamento de um imóvel é basicamente dividido em duas partes: o próprio pagamento (transação) e a atualização no registro do imóvel.

 

Pagamento com criptomoeda

Para autenticidade da transação em dinheiro (moeda real), seja financiamento ou não, é necessário realizar escritura pública de compra e venda, essa escritura deve ser devidamente reconhecida pelo tabelião, o que pode demorar algum tempo.

 

Criptomoeda pagamento do imóvel

 

Já para o pagamento do imóvel por meio da moeda digital o dono da criptomoeda utiliza uma chave digital e privada para assinar a transação e a própria operadora valida a transação através de criptografia, fazendo o papel do tabelião mas em um espaço de tempo muito menor.

 

Registro do imóvel comprado com criptomoeda

Essa etapa é onde a matrícula do imóvel é atualizada e serve basicamente para deixar comprovada a compra do imóvel e demonstrar quem é o atual proprietário. A matrícula do imóvel é um documento onde qualquer pessoa consegue verificar e consultar a situação do bem.

 

Criptomoeda registro do imóvel

 

No Brasil, por esse documento ser público o registro do imóvel ainda é realizada no cartório de imóveis, mas a moeda digital já possui uma alternativa que é a utilização do blockchain, que nada mais é do que um livro-razão compartilhado e imutável do registro de transações e rastreamento de ativos. É a própria operadora da moeda digital quem cuida dessa parte.

Essas informações só mostram como a moeda digital vem ganhando cada vez mais espaço, inclusive no mercado imobiliário.



Compartilhar este post:

Posts relacionados:
Confira 5 tendências para decorar a sua casa em 2022!

Se assim como nós você também ama deixar sua casa sempre decorada, confira essas 5 tendências para decorar a sua casa em 2022. Depois dos últimos dois longos anos que todos nós tivemos, começamos a valorizar um pouco mais o...

Prédios com espaço pet em Santos: Uma nova tendência

Além das áreas de lazer para descanso e entretenimento em condomínios, uma tendência popular hoje em dia é Prédios com espaço pet em Santos.